Dando continuidade ao diário de viagens, vou começar falando sobre Miami e o post de hoje será sobre aluguel de carro e hospedagem!

Como já expliquei no post anterior, nossa estadia em Miami foi dividida em duas etapas: 4 dias antes do navio e mais 3 dias depois no navio, totalizando 7 dias.

Para começar acho importante ressaltar que é fundamental  alugar um carro durante a estadia em Miami, pois não há uma facilidade muito grande de encontrar taxis pelas ruas, como em NY, por exemplo, e na área de Miami Downtown e Miami Beach não há metro.

Na primeira parte da nossa estadia, alugamos um Mustang conversível (CLARO que isso foi idéia do Raul!!! rsrsrs) e foi muito legal! Bem a cara de Miami! Pagamos algo em torno de 58 dólares por dia (a penas a diária do carro, sem contar as taxas, seguros, etc), então valeu muito a pena! Aconselho que já saiam do Brasil com tudo reservado. Quando chegamos em Miami, saímos da imigração, pegamos a mala e seguimos as placas que indicavam o local onde ficam as locadoras de carro. Dependendo da área onde você vai desembarcar, terá que pegar um monorail que te leva rapidinho a este local. Com o voucher impresso, entramos na fila da locadora que havíamos reservado o carro e pronto, fomos atendidos e encaminhados para o local onde pegaríamos o carro. Já neste local, um funcionário da locadora nos ensinou algumas coisas básicas sobre o funcionamento do carro (abrir e fechar capota, etc…) e pronto, estávamos liberados. Muito simples! Dispensamos o aluguel do GPS porque optamos por usar o aplicativo Waze no celular (lembrem-se que tem que ter internet para usar o Waze).  No dia de ir para o navio entregamos o carro na locadora que fica mais próxima do porto de Fort Lauderdale e pegamos um shuttle que as próprias locadoras de carro oferecem gratuitamente (cada uma possui a sua van) para dentro do porto.

Deixar o aluguel do carro por conta do marido dá nisso! rs!!!

 O marido deixou eu dar umas voltinhas… hehehe

Já na segunda parte da nossa estadia, desembarcamos do navio e ainda no porto pegamos um taxi até a locadora de carros, não quisemos esperar, apesar de saber que os shuttles passam de 30 em 30 minutos para levar os turistas do porto até as locadoras. Já pensando nas (muitas) malas que teríamos para colocar no carro no dia de ir para o aeroporto, alugamos um Chevrolet Traverse. No dia de vir embora, nossas 5 malas couberam confortavelmente na mala do carro, sem nem precisar colocar uma em cima  da outra, rs!!! Então fica a dica: aluguem o carro pensando nas malas que terão que levar de volta no dia de ir para o aeroporto!

 A foto acima eu peguei emprestada no Google! hehehe

 Olhem que mala espaçosa!!! Já com nossas “malinhas” prontas para partirmos para o aeroporto!

ATENÇÃO!!!

O porto de Fort Lauderdale é beeem grande e para entrar, cada veículo passa por umas cabines tipo de pedágio (você não paga nada para entrar, é só uma conferência de documentos). É algo feito para a segurança e organização da entrada do porto, porém, em dias de maior movimento (sábado é um desses dias), há filas grandes e o transito no entorno não é dos melhores. Programem-se para chegar com antecedência, principalmente se ainda tiverem que entregar o carro na locadora, pois as locadoras de carro ficam FORA do porto de Fort Lauderdale, o que complica um pouco a logística. Pensem só: quando chegar na locadora, o funcionário tem que vir fazer a vistoria do carro para ver se está tudo ok, aí você tem que aguardar o shuttle da locadora que vai te levar para o porto e que geralmente passa de 30 em 30 minutos, mas como são vans, nem sempre há lugar para as malas de todos que estão aguardando na fila, então pode ser que você só consiga pegar o próximo. Daí você pega o shuttle, mas o transito em dias de embarque no porto não é dos melhores, então você já perde mais algum tempo no transito antes de entrar no porto… enfim! É bom chegar com uma boa antecedência para não ficar preocupado com o horário de embarque no navio!

Sobre a hospedagem, nos primeiros 4 dias resolvemos ficar em Miami Downtown, pois queríamos focar nas compras (vou me aprofundar neste assunto no próximo post).

Ficamos no Hyatt Regency Miami. O hotel fica bem localizado, tem mercado, Marshalls, farmácia… tudo no entorno.  É um hotelzão bem de executivo, com uma grande recepção e muito movimento de executivos. Reservamos um quarto standard, mas chagando lá fizemos um upgrade para uma suíte com vista para o canal que valeu muito a pena! A suíte é bem grande e conta com uma salinha onde acomodamos nossas malas e tivemos bastante espaço (o oposto do navio que embarcaríamos em breve, rs!). Esse upgrade nos deu acesso a um andar onde oferecem um Buffet de café da manhã, mas achamos beeeeeem fraquinho. Muito limitado, pequeno e não há variedade. Mas o frigobar deste andar, com garrafas d’água, refrigerantes, sucos e iogurtes fica disponível 24 horas. No momento em que reservamos o hotel, ainda no Brasil, escolhemos um pacote com “Park and Surf”, ou seja, estacionamento e internet. Estacionamento em Miami é farto, todo lugar tem grandes garagens para estacionar, mas está longe de ser barato. Por isso reservar um hotel com estacionamento é bem importante. No caso do Hyatt havia ainda o serviço de valet, também incluso no pacote que comparamos. A internet, também inclusa no pacote funcionou muito bem, tanto no quarto quanto no hall. Limpeza ok, funcionários simpáticos… se você prefere ficar em Downtown, este é um hotel que indico.

Já na segunda parte da nossa estadia, nos últimos 3 dias em Miami, após o navio, mudamos da água para o vinho! Nos hospedamos em Miami Beach, no Pestana South Beach Art Deco Hotel. Como o nome já diz, é um hotel Art Deco. Bem mais intimista que o Hyatt que ficamos em Downtown. São 3 prédios de 3 andares (ou 4?) que ficam em uma rua bem calma e residencial. É todo branquinho, charmosinho e bem localizado. Fica a 2 quadras da praia e 10 minutos a pé da Lincoln Rd. Funcionários simpáticos… limpeza ok… mas o estacionamento achamos beeem caro: 35 dólares por dia para deixar com o Valet. Não há opções de estacionamento público por perto e deixar na rua é proibido nesta área, somente moradores podem deixar o carro pernoitar na rua. O quarto tem um tamanho bom e a decoração é bem clean e praiana: piso frio e tudo branquinho. Só senti falta de alguns tapetes, mas nada que me impeça de me hospedar lá novamente. O hotel tem também uma piscina bem convidativa, mas não tivemos tempo de desfrutar desta vez… quem sabe numa próxima!

 Algumas fotos do quarto que ficamos no Pestana

  Algumas fotos do quarto que ficamos no Pestana. Abaixo a courtesy water que o hotel oferece aos hospedes.

Como falei no post anterior, o lado bom de dividir em duas etapas nossa estadia em Miami, é que ficamos em lugares completamente diferentes e formamos uma opinião.

Na minha opinião, se seu foco é compras, ficar em Downtown é mais pratico, pois você estará mais próximo de tudo.

Se seu foco é mais relaxar, curtir a praia de dia e de noite bons restaurantes, ficar em Miami Beach é uma opção melhor.

Claro que isso não é lei. Você pode muito bem se hospedar em Downtow e passar suas manhãs na praia de South Beach. Assim como pode se hospedar em South Beach e fazer compras todos os dias. Pode também misturar tudo na mesma estadia.

Nós (Raul e eu), por exemplo, gostamos muito mais de ficar em South Beach do que em Miami Downtown e numa próxima vez vamos dar preferência a uma hospedagem nesta área, mesmo que alguns dias atravessemos a ponte para fazer algumas comprinhas do outro lado rsrs!

Mas isso é muito pessoal e essa é a nossa opinião. Se alguém quiser trocar uma idéia mais aprofundada sobre vantagens/desvantagens, fique a vontade para me mandar uma mensagem através do blog ou do e-mail contatoblogdajuh@gmail.com

O lado ruim de dividir a estadia, é que alem de ter que arrumar a mala 3 vezes (tenho muita preguiça de arrumar mala!), é que esses dias quebrados ficaram um pouco corridos. Ficar 7 dias direto é o que indico, até porque você ganha um poder maior de barganha no momento de alugar o carro, por exemplo. É muito mais vantagem fechar 7 dias de aluguel do que 3 ou 4.

Vou ficando por aqui e no próximo post vou falar sobre as compras e os restaurantes em Miami!

Bjssss… Juh :*