Olá pessoal!! Tudo bem?

Quem me acompanha pelas redes sociais (facebookinstagram), sabe que acabei de voltar de uma viagem pela Europa com meu marido.

Vou contar sobre como foi, onde ficamos, o que fizemos e aproveitarei para dar algumas dicas que podem fazer você ganhar tempo e não cair em furadas.

Processed with Snapseed.

Resolvi começar contando sobre como comecei a organizar a viagem.

Definimos que queríamos visitar SOMENTE a Italia. Porém, quando fomos comprar as passagens, surgiu uma boa oportunidade se chegássemos por Paris e voltássemos por Roma. Nem pensamos duas vezes!  Na nossa Lua de Mel já tínhamos passado também por Paris e passar por lá para matar a saudade seria perfeito!

Nosso roteiro então desenhou-se da seguinte forma:

Chegamos em Paris, ficamos três dias. De lá, fomos de avião para Veneza. Ficamos dois dias em Veneza. Depois de Veneza, pegamos um trem para Florença. Ficamos seis dias na Toscana (nossa base foi em Florença e de lá fomos para várias cidades da Toscana, fazendo bate-volta de carro, mas falarei mais sobre isso nos próximos posts). Fomos da Toscana para Roma de carro, mas no caminho passamos por Assis, paramos e conhecemos a cidade (tema para próximo post!). Terminamos nossa viagem com cinco/seis dias em Roma e uma passada por Frankfurt, na Alemanha, aproveitando uma escala do nosso vôo por lá.

Bom, eu acredito que cada roteiro de viagem seja desenhado pelas oportunidades que vão surgindo pelo caminho. Veneza por exemplo, a princípio não estava no nosso roteiro! Mas as passagens de avião Paris-Florença estavam tão absurdamente caras, que pesquisando alternativas, encontramos uma promoção de passagem Paris-Veneza que compensou incluir essa cidade no nosso roteiro! Então, mantenham a mente aberta e pesquisem opções! Estejam abertos a mudanças e adaptações que podem tornar sua viagem ainda mais interessante!

Sobre os meios de transporte pela Europa, nós também fomos bem ecléticos! E se tem um conselho que eu posso dar é: viajar de trem compensa muito!

As vantagens são várias: não tem aquele protocolo todo de segurança que nos faz ficar horas nas filas. Não precisamos chegar com 764873 horas de antecedência na estação. A viagem é super tranqüila e agradável. O preços geralmente são melhores do que os preços de passagem aérea.  Na minha opinião, o único quesito que perde das viagens de avião, é que não é tão rápido, e se você quer otimizar o tempo, dependendo da situação, o avião ainda compensa.

Exemplo: de Paris para Veneza ou Florença perderíamos mais um menos 8 horas de trem e a passagem sairia mais cara num vagão leito do que uma passagem aérea cujo tempo de vôo foi de 2h. Então, neste trecho, Paris-Veneza fizemos de avião. DICA: as companhia aéreas européias, principalmente as lowcost, operam em aviões pequenininhos e quase não há espaço nos compartimentos de bagagem acima das poltronas. Se você viajar com uma mala de mão um pouquinho maior, não caberá no compartimento e você terá que despachar ela ali mesmo no pátio antes de entrar no avião! Foi o que aconteceu com a gente. Não pagamos nada extra. Mas fiquem atentos, caso estejam levando objetos de valor ou que sejam sensíveis e possam quebrar.

A ordem em que organizei essa viagem foi a seguinte:

  1. Defini as datas que queria viajar.
  2. Entrei em contato com a companhia aérea para fechar as passagens.
  3. Comecei a pesquisar sobre os meios de transporte que usaria para me locomover entre as cidades (avião, trem, carro…).
  4. Quase que simultaneamente com o item 3, comecei a procurar hotéis/airbnb que nos hospedaríamos durante a passagem pelas cidades.
  5. Já com a hospedagem em vista, comprei as passagens de trem e avião e logo em seguida confirmei as hospedagens no hotel e nos apartamentos que alugamos no airbnb.
  6. Com passagens Brasil-Europa compradas, locomoção entre as cidades definida e fechada e hotel e apartamentos decididos e fechados, chegou a hora de programar o entretenimento! Na verdade essa pesquisa já havia começado há meses, mas este é o momento de pesquisar o que precisamos comprar com antecedência. Ex: tickets para subir nos três andares da Torre Eiffel, tickets para conhecer o Vaticano, etc. Todas as atrações que são super disputadas e que temos que nos programar para conseguirmos realizar. Nos próximos posts, mais específicos, vou dar a dica sobre cada atração.

Então assim se desenhou nosso roteiro. Digo e repito: a viagem começa no planejamento!

Acho TÃO gostoso organizar uma viagem, que é uma das partes que mais gosto!

Nos próximos posts contarei como foi conhecer cada lugar por onde passamos!

Bjs, Juh